segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Como deve ser

Regras, leis, protocolos, parâmetros, uniformidade, preconceito... etc.

Todas estes termos tem uma coisa em comum, ditar formas de acção, o típico fazer - como deve de ser.

Serão mesmo necessárias?? Claro que sim! É a custa delas que isto tudo ainda vai tendo alguma espécie de organização.

No entanto eu não consigo deixar de pensar nisto, notem, também é a custa das mesmas que ficamos impedidos de fazer algo que até nos poderia deixar felizes, e não fazemos porque não devemos. Calma!... Também depende de que! Ora cá eu ficaria muito feliz poder fazer uma panóplia de coisas ruins só para ficar digamos que bem disposto, tipo ir para a Assembleia da República, fazer, deixem cá ver... há! Atirar com aviões de papel com escritos sobre ética e afins... Era algo que poderia desencadear uma revolta de ignorância, e eu cá quero continuar a manter a minha mente sã, por isso não alinho nisso, ainda por cima é ali que segundo a lenda, se fazem as "nossas" leis.

Mantenham-se curiosos porque este post não tem como objectivo dar muita atenção a Assembleia da República e "sus muchachos" porque eles também não nos ligam nenhuma! (Sou para ti o que és para mim!)

Continuando a falar de regras e coisas que tais... E dissertando sobre o que elas nos impõem, impossibilitando de sermos um pouco mais felizes, ou ir um pouco mais além da linha!

Quem "inventou" as regras, leis, protocolos, parâmetros, uniformidade, preconceito e etc...?? Eu sei, foram personagens como nós, pessoas! Ao contrário do que se possa pensar não é nada divino!!

Deus até é um tipo como deve de ser, reparem, nunca falou, não tem facebook ou qualquer coisa parecida... Não utiliza twitter para mandar mensagens sobre o que esta a fazer ou a ver, e todos os que falam dele só falam bem, e dizem que ele disse para fazermos isto e não aquilo porque se não... A coisa até pode correr mal, sendo a justiça implacável aplicada não por o Sr. Deus, mas por pessoas como nós em nome dele... Ela há com cada coisa!

Enfim... A meu ver todos tiveram interesse em fazer estas coisas que organizam e limitam, para interesse de poucos, muitos devem segui-las.

Embora isto possa parecer um tanto ou quanto confuso, interessa referir que não é meu objectivo fazer querer passar a mensagem que quebrem todas as regras e atirem-se que nem uns desalmados a procura do prazer sem limites! (Seja lá o que for que vós de prazer!)

Desafio-me a mim e a quem quiser, a fazer também as suas próprias regras, regras essas que nos interessam efectivamente, que nos dêem verdadeiro prazer, e que teremos gosto em pratica-las e destronar assim preconceitos, por exemplo.

Se uns fazem regras para que todos as apliquem menos quem as faz, porque não deveremos nós ser diferentes e fazer as nossas regras sem chatear ninguém e por em prática para beneficio próprio?

Vida com aquilo que temos e com aquilo que somos, só temos esta! Aproveitem!

P.S.: Porque é que o FC Porto, tem sido campeão e ganhou todos estes troféus nos últimos 25 anos? Não se dá bem com as leis que temos, inventam as deles, e tem resultados fantásticos!

1 comentário:

patricia disse...

Muito bom este texto... =)
Sem duvida tens toda a razão!!!

Bjinh